Pesquisar neste blogue

sábado, 17 de setembro de 2022

Só os humildes chegam a ser grandes

 José Luís Nunes Martins 

Muitos querem ser grandes, mas poucos se dispõem a fazer o que é necessário para serem diferentes dos seus semelhantes. Passam o tempo a olhar para baixo e a considerarem-se maiores do que este ou aquele, em vez de olharem para cima e se aplicarem em chegarem mais alto.

.

Devem aceitar-se as derrotas, as desgraças e os fracassos. Sempre. Não como falhas ou penalizações, mas como degraus que nos importa integrar a fim de chegarmos mais alto. Só quem se aceita como pequeno pode superar-se. 

.

Escuta com atenção as críticas, pois mesmo quando são injustas e maldosas, há sempre nelas algo que importa reter. Quantas vezes o simples facto de estarmos a conseguir alcançar metas mais invulgares faz com que haja quem se revolte connosco? Ser grande implica poder ser incompreendido. 

.

Há quem prefira o aplauso das multidões, mas, para isso, não podem destoar, têm de tocar a mesma música que todos os outros... ser grande é ter de ir por onde poucos ousam. 

.

Ser grande é ser um solista na vida, mas não para aplausos dos outros. Apenas dos que são melhores do que ele.

.

Não sejas exigente com ninguém senão contigo mesmo. Mas perdoa-te sempre, de forma honesta. Perdoar-se é essencial para que te ergas depois de uma queda. Nunca uma pessoa deixou de ser grande só porque caiu. 

.

Lembra-te de que ninguém é grande em tudo, nem durante todo o tempo. Aproveita as oportunidades ou cria-as, sempre que não as houver. Começa com o que tiveres ao teu dispor. Um passo, um gesto, um sorriso. Decide-te a agir, ainda que seja algo muito pequeno. Nada de grande se faz sem começar por ser quase nada... é a fé que te há de manter no caminho certo, nunca uma certeza.

.

Acredita em ti e não fujas das tempestades. São elas, mais do que tudo o mais, que te hão de fazer crescer, assim saibas reconhecer a tua pequenez.

.

A humildade não é uma virtude de nos considerarmos pequenos quando somos grandes. A humildade é a verdade absoluta que nos ensina que, por maiores que sejamos, nunca deixaremos de ser pequenos.

.

Procura compreender o coração dos mais pequenos, trabalha com eles e para eles e... serás grande.

.

.

.

domingo, 3 de julho de 2022

SÓ É LIVRE QUEM É FIRME

 SÓ É LIVRE QUEM É FIRME

É um erro enorme julgar que a liberdade é a capacidade de ter sempre por onde escolher. Não é.

.

Depois de se ter escolhido um caminho é preciso ser fiel a ele. Afastando as tentações para mudar de rumo, que aparecem assim que começam a surgir adversidades mais fortes.

.

Ser livre é dizer ‘sim’ a uma opção e ‘não’ a todas as outras. Resistindo ao tempo, às aparências e aos apetites. Continuando, mesmo quando o mal nos seduz a voltar atrás e ficarmos ali... sem escolher nada. É curioso como o mal nos quer sempre desviar do bem, ao ponto de as contrariedades inesperadas poderem ser uma espécie de sinal de que estamos no caminho certo!

.

Talvez tudo comece com a descoberta dos nossos valores. É necessário tempo e serenidade para chegarmos às profundezas do nosso coração e para lá encontrarmos essas balanças e bússolas, que sabem pesar as hipóteses e apontam para o bem. 

.

Depois, assim que surge uma possibilidade de escolha, temos de escolher de acordo com o que somos e com o que queremos ser. 

.

No exato instante em que decidimos, não se acaba a liberdade, antes sim começa a sua etapa mais bela e importante: sermos fiéis a nós mesmos. Sem temores nem tremores, porque de nada vale a alguém a maior riqueza do mundo, se se perdeu de si mesmo, se se quis desviar em busca de ser outro... 

.

E se tivermos escolhido mal? Se cometermos um erro? Então, não voltamos atrás. Assumimos o fracasso, e todas as consequências, e seguimos adiante, sem desculpas nem explicações. Com renovada responsabilidade para nos escolhermos bem, para nos escolhermos melhor. 

.

Ser livre não é querer tudo, tentado até escolher duas ou três coisas ao mesmo tempo. Voltando atrás assim que nos sentimos a perder algo bom de um outro caminho. 

.

Estamos condenados, e ainda bem, a escolher um caminho. Um só. 

.

Ser livre é saber querer, mas é, em especial, saber ser leal ao que escolhemos antes. 

.

Ser livre é comprometer-se consigo mesmo. 

.

.

. José Luís Nunes Martins 

segunda-feira, 6 de junho de 2022

Na dor, na fadiga e no perigo.

 NA DOR, NA FADIGA E NO PERIGO

Sofrer, suportar e afrontar são decisões duras apenas possíveis quando se cultiva a fortaleza. Uma virtude tão importante e decisiva no campo de batalha do mundo exterior, como na nossa casa ou, ainda mais, no nosso íntimo.

Só quem é forte no seu coração, pode ter valor em sua casa e no mundo.

A constância que resulta de uma fé firme é capaz de fazer milagres. À medida que vai revelando a sua existência, vai também alargando o seu poder de resistência a tudo o que nos quer meios mortos. 

O mal quer-nos submissos. O bem quer-nos livres. 

A constância é a firmeza do ânimo nos bons propósitos. É próprio da constância não variar, duvidar ou questionar, apesar das contradições que se apresentem ou dos trabalhos e desgraças que possam acontecer. A constância é fortaleza em ação continuada.

O bem vence sempre que nos dispomos a combater o mal a cada dia, arrancando pela raiz cada vez que germina em algum ponto. Os heróis são também estes que compreendem que esta luta não termina.

Há talvez mais heroísmo em resistir aos sofrimentos, desgostos e injustiças sem perder a confiança e o rumo do que em lutar para alcançar algo novo.

A quem foram dadas as graças das virtudes que compõem a honra e delas ainda não se desfez, sabe que é tão nobre aquele que arrisca a sua vida como o que, com o mesmo ânimo, se dispõe a sofrer o que tiver de enfrentar.

Uma grande parte das cicatrizes são como que condecorações se são sinal de uma batalha vencida e não de uma mágoa que ainda queremos que doa.  

Pode vencer o inimigo quem não se consegue vencer a si mesmo?

Não cedas ao mal. Por mais que te tente. Não lhe cedas, porque resistir-lhe é vencê-lo. Se lhe cederes uma vez, perdoa-te. Se lhe cederes várias vezes, perdoa-te. Mas se algum dia chegares a fazer-te seu servo, perdeste-te. 

Deposita em ti a mesma confiança que depositaram aqueles que te sonharam, geraram e criaram.

Na dor, na fadiga e no perigo, sê firme na fé. 

José Luís Nunes Martins

sábado, 9 de abril de 2022

Afasta-te das falsidades

 AFASTA-TE DAS FALSIDADES!

Não deixes que aquilo que acontece fora de ti te deite abaixo. Não é a água que está à volta do teu barco que o afunda, é aquela que deixas entrar. 

.

A melhor resposta à difamação é o silêncio, porque a sua fonte é a ignorância, e ela jamais compreenderá a verdade. Quem lhe dá crédito, ainda que não seja o injuriado, acaba por ser cúmplice da falsidade. Não acredites nunca em quem diz mal, e, menos ainda, não reproduzas o que diz. O que ganha alguém que diz mal?

.

Ainda que alguém te faça mal, diga mentiras ou até verdades incómodas a teu respeito, pensa que as ações nos ajudam a saber mais sobre quem as faz do que sobre aquele a quem se dirige. Não te preocupes demasiado com as aparências. Quem te julga por elas não é teu amigo, talvez nem o deva conseguir ser de alguém. Segue o teu caminho.

.

Ninguém está livre da má-língua, porque ela é tão potente que pouco importa quão inocentes as suas vítimas sejam, nem a que distância estejam.

.

Esforça-te por não julgar ninguém. Na vida, é mais importante uma bússola do que um relógio. Não tenhas pressa, preocupa-te apenas em seguir na direção certa. 

.

Mais do que te afastares dos que ofendem, aproxima-te dos que se esforçam por ser bons. Serão um excelente exemplo para ti, ainda que a sua verdade te possa fazer sentir mal. 

A malícia perseguir-te-á, mas isso talvez seja bom sinal, porque pode indicar que estás do lado certo.

.

Qualquer coração acaba envenenado quando julga que se honra através da desonra que provoca aos outros.

. José Luís Nunes Martins

sábado, 11 de setembro de 2021

O sucesso depende da Persistência

 O SUCESSO DEPENDE DA PERSISTÊNCIA


Todos nós conhecemos muitas pessoas que, tendo grandes talentos, não tiveram êxito. Quase nunca se trata de uma grande injustiça, porque o dom nada é sem todo o trabalho  necessário para que chegue a dar bons resultados. 

.

Os dons dependem da vontade e do tempo que se lhes dedica. O sucesso resulta da paciência com que se faz o caminho entre o que é possível e o que é real. Entre a genialidade pura e as obras-primas concretas, há um longo caminho que apenas se percorre com firmeza, esforço e fé. 

.

Persistir no bem, mesmo quando é difícil, é o caminho para o cumprimento do que somos. O mal é sempre mais fácil. Muitas vezes alcançamos só por não fazermos nada, pela preguiça, pelo desânimo e, a sua maior arma, pela nossa desistência. 

.

A felicidade duradoura e profunda constrói-se devagar e durante muito tempo. Depois, resistirá a tudo, aos ataques e às tentações do que nos rodeia e das que nos assaltam a partir do nosso interior. 

.

O meu bem depende da minha vontade para resistir à passagem do tempo, não desistindo nunca de escolher o melhor em vez do mais fácil.

José Luís Nunes Martins

sábado, 10 de julho de 2021

A verdade

 PROCURA SER ALGUÉM DE PALAVRA

Que as tuas palavras sejam reveladoras de verdade. 

.

Damos a palavra, escutando, àqueles que nos podem dar mais do que temos. Algumas vezes, dá-se a palavra a quem apenas queremos conhecer o seu interior e o seu valor. 

.

As palavras dizem-nos e têm a força do que somos. Aquilo que alguém íntegro diz é sempre mais belo do que o discurso de um hipócrita. 

.

Uma pessoa sem palavra é vazia, desonesta e perigosa. E não ter voz desta forma é pior do que perder o voto em qualquer matéria. É deixar de valer. 

.

Cada um de nós tem um nome, único. Sabê-lo e utilizá-lo significa um grau de intimidade que já é relação. Saber o nome de alguém é reconhecê-lo, é dar-lhe presença. No entanto, a força de um nome não está nas letras que o compõem. Antes sim, naquela pessoa para quem remetem. 

.

Ser autêntico passa por não se deixar cair nas tentações de criar falsas aparências. Mentir é mais do que faltar à verdade, é fazer barulho e criar confusão.

.

O silêncio não é um vazio de palavras, é a ausência de ego. Nunca há paz dentro nem perto de alguém que se julga o centro do mundo. 

.

A verdade ilumina, mesmo quando é dura. No entanto, há quem prefira andar cego. 

.

Num tempo onde a mentira reina, dizer a verdade é uma escolha tão arriscada quanto heroica, porque nem todos estão dispostos a escutá-la. 


Afinal, poucos homens são aquilo que deviam ser, e alguns desses detestam ser confrontados com a verdade acerca de si mesmos.  

.

A vida é um longo e constante diálogo interior que mantemos connosco próprios, se nos respeitamos, então falamos com verdade, aos outros e a nós. 

No dia em que a verdade for expulsa, por gritar, de dentro de nós, isso significará que nos rendemos à mentira. 

Escravos do pior que há no mundo e que deixámos que reinasse em nós. 

quarta-feira, 26 de maio de 2021

 TENS QUE DECIDIR, ANTES DE SABER O QUE IMPORTA

Estamos condenados a ter que escolher, quase sempre, antes de termos as informações necessárias a uma decisão sensata.
.
O elemento mais importante na construção do que somos é a decisão. As escolhas. Não tanto pelo seu resultado, mas pelos valores que as determinaram.
.
Não há condições perfeitas para avaliar as opções. É sempre um risco. Amanhã saberemos sempre mais e melhor sobre o que temos de escolher hoje.
.
O tempo é um mar onde temos de navegar, escolhendo o destino e o melhor caminho a cada dia. As correntes, ventos e marés estão sempre a mudar, por isso importa estar atento e ajustar tudo o que de nós depende, para não nos deixarmos levar para onde não queremos, ainda que isso implique sacrifícios.
.
Há pessoas que se condenam por todas as suas decisões. Algumas porque julgam sempre que as outras alternativas seriam melhores, mas só o julgam porque não foram por lá! Outros pensam que os erros lhes mancham a dignidade.
.
Quantas decisões definitivas tomamos sem sequer nos esforçarmos por saber o que podemos saber e sem termos consciência de que o sucesso e o fracasso não dependem apenas de nós?
.
Chegamos a pensar que quanto mais fé e menos saber colocamos numa escolha mais nobre ela é. No entanto, cabe-nos fazer a nossa parte e não embarcar em palpites demasiado irracionais, pois uma coisa é não sabermos tudo, outra, bem diferente, é escolher como se não conseguíssemos saber nada.
.
Por vezes, ainda que não consigamos decidir bem, importa decidir no tempo certo. A indecisão é muito mais pesada do que a maior parte das más decisões. De que serve uma boa decisão demasiado tarde?
.
Face a uma decisão errada, o que decides? Culpar-te, desculpar-te ou tentar compreender o que se passou?
.
Uma decisão não estará completa até que a passes à prática.
.
Decidir ainda não é mudar o estado e rumo das coisas.

José Luís Nunes Martins